Gestão de processos Infraestrutura de TI

Como a Colocation e o Cloud Computing caminham lado a lado?

Como a colocation e o cloud computing caminham lado a lado
Escrito por Rafael Witczak

A TI é a cada dia mais um fator estratégico para as empresas. Boa parte das organizações faz investimentos consideráveis para criar uma estrutura adequada e manter os seus dados “em casa”, ou seja, em servidores próprios, enquanto alternativas já começam a ganhar espaço, como Colocation e Cloud Computing.

Independentemente de sua escolha, para ter o desempenho esperado aliado ao menor custo é preciso escolher os serviços e fornecedores corretos e contar com uma excelente equipe.

Neste post, você saberá como o Colocation e o Cloud Computing podem caminhar juntos em benefício de uma empresa. Está curioso? Continue a leitura e confira agora mesmo!

O que é Colocation?

Colocation, também conhecido como co-location, é uma categoria de serviço em que uma organização aluga toda infraestrutura de Datacenter necessária para instalação e operação de seus servidores.

É um serviço muito utilizado em empresas de médio e grande porte, que veem na Colocation um modo mais rápido e de menor custo para se construir um ambiente de TI sem ter que se preocupar com questões de infraestrutura, disponibilidade, segurança e monitoramento.

Quais as vantagens do Colocation?

Ainda que represente um investimento considerável, a Colocation pode prolongar a vida útil do seu servidor e garantir uma vigilância contínua para fazê-lo funcionar de forma correta.

Entre os motivos mais usuais de empresas contratarem a Colocation, podemos citar o fato de que aquelas que já realizaram investimentos em equipamentos não desejarem migrar seus dados e aplicações sensíveis para o Cloud Computing. Além disso, as organizações não possuem espaço e energia suficientes para manter o hardware em suas próprias instalações e querem manter um nível de controle para satisfazer requisitos de proteção de dados com base em sua área de atuação no mercado.

E o Cloud Computing?

Nessa modalidade de hospedagem, dispensa-se qualquer tipo de equipamento físico, e toda hospedagem fica na nuvem.

Nesse caso, a responsabilidade no que diz respeito a hardware e infraestrutura, como servidores, armazenamento e banda são administradas pelo provedor de hospedagem. Isso proporciona à empresa uma redução de custos significativa.

O Cloud Computing garante funcionamento do servidor o tempo inteiro, embora você possa perder um pouco do controle sobre ele, pois todo o suporte é feito pela equipe do servidor.

Uma pesquisa da Microsoft mostrou que 62% das empresas que utilizam os serviços em nuvem relataram benefícios significativos.

Alguns dos grandes benefícios do Cloud Computing são:

  1. redução de custos;

  2. maior segurança de dados;

  3. possibilidade de trabalhar remotamente;

  4. portabilidade.

Qual das duas opções utilizar?

Imagine um sistema Cloud Computing com uma sala de computadores altamente confiável (99,995% uptime) cheia de equipamentos de rede, servidores, armazenamento em disco, software e conectividade — tudo pronto para usar por uma taxa mensal.

Já em outro cenário, pense em um sistema Colocation como uma sala de informática altamente confiável que está vazia, à espera de seu equipamento de rede, hardware, armazenamento em disco, software e conectividade para completar a imagem.

Ambas as abordagens têm valor. Empresas menores podem preferir um modelo de computação em nuvem porque ele não requer muita experiência em Tecnologia da Informação para operar. Os custos de inicialização podem ser baixos com a computação em nuvem, e as barreiras de entrada são, geralmente, pequenas.

Empresas maiores e com fortes departamentos de Tecnologia da Informação muitas vezes preferem a Colocation, também por obter centros de dados por atacado para abrigar suas salas de informática.

Muitos centros de dados de computação em nuvem estão alojados em instalações de Colocation, pois os fornecedores de serviços em nuvem apreciam os benefícios de controle e gerenciamento de custos do Colocation por atacado.

Colocation e Cloud Computing podem coexistir?

Embora pareçam dois tipos de serviços que são competidores é possível, sim, trabalharem em conjunto. Como cada sistema, cada um tem vantagens e desvantagens. Ao serem adotados juntos, é possível que as empresas melhorem a performance, mantenham a segurança e reduzam custos.

Mas, como isso é possível? Digamos que sua organização tenha necessidades diferentes para armazenar suas soluções. Enquanto algumas aplicações precisam ficar totalmente sob o seu controle, outras são mais flexíveis, consomem menos energia, possuem menos acesso ou não exigem um nível de segurança crítico.

Se você optar por uma única solução no caso acima, certamente você não terá o melhor custo-benefício, ou terá um sistema robusto com preço elevado e aplicações que não precisam de toda infraestrutura, colocando em risco serviços importantes. A melhor opção, no caso citado, é utilizar as duas opções em paralelo.

Para empresas que desejam manter o controle no que diz respeito ao armazenamento e equipamentos de rede, a Colocation pode ser a solução, bem como em situações que para cada tipo de aplicativo a latência, segurança ou o tempo de atividades sejam as maiores preocupações. Já se a busca é pela flexibilidade, facilidade e baixo investimento inicial, o Cloud é uma alternativa viável.

Sendo assim, podemos ter um ponto de equilíbrio nesses sistemas: obter o controle e a confiabilidade oferecidos pela Colocation, e a visibilidade e flexibilidade da nuvem.

É também muito comum para as empresas terem os dois serviços trabalhando juntos. Ambas as abordagens podem solucionar problemas, como conformidade de Datacenter e requisitos de certificação, que são caros e difíceis de manter.

Serviços de Colocation e Cloud Computing podem atender a esses requisitos de conformidade com pouco ou nenhum trabalho extra da empresa cliente.

E você, qual das opções usa em sua empresa: o Colocation ou o Cloud Computing? Será que não é o momento para juntar a sua equipe de TI, fazer um estudo e analisar a possibilidade de utilizar as opções em conjunto? Os benefícios podem ser redução de custos, aumento de produtividade das equipes e ainda melhorar o nível de serviço ao cliente.

Gostou do conteúdo? Quer receber mais dicas quentes como esta para elevar a performance de sua empresa? Curta a nossa página no Facebook e siga-nos no LinkedIn.

 

Sobre o autor

Rafael Witczak

1 comentário

Deixar comentário.

Share This