Gestão de processos

Como estruturar um sistema de backup para grandes empresas?

Escrito por Telium

Estruturar um sistema de backup para grandes empresas, devido ao alto volume de dados com que tais companhias costumam trabalhar, é uma tarefa bastante desafiadora, porém imprescindível para garantir a segurança, integridade e disponibilidade das informações.

Caso você ainda não compreenda a importância de fazer cópias de segurança dos dados corporativos, uma pesquisa realizada pela EaseUs, especialista em soluções de backup, aponta que a maioria dos casos de perda de dados acontece acidentalmente (44%), seguido de ações equivocadas (32%) e de falhas no sistema ou no fornecimento de energia (21%).

Outro fator de risco para os dados que, infelizmente, vêm passando por uma constante é o cibercrime. Nos últimos meses, têm sido comuns os ataques virtuais às empresas por meio do ransomware, por exemplo, que é um malware (software malicioso) usado para a prática do crime de extorsão online.

Não há dúvidas de que toda e qualquer empresa está sujeita a passar por tais eventos, afinal, estamos falando sobre falhas humanas e também as que estão fora do nosso alcance. Entretanto, a solução para todos esses problemas é uma só: a criação de uma rotina de backup bem estruturada.

O objetivo deste artigo é enfatizar a importância do backup nas grandes organizações, bem como elencar os procedimentos mais relevantes para que sua empresa crie um sistema de backup condizente com suas necessidades e demandas. Vamos começar?

A importância do sistema de backup para grandes empresas

Atualmente, é impossível imaginarmos uma corporação que não dependa da Tecnologia da Informação para continuar crescendo e, sobretudo, atender às demandas do negócio.

Quando lidamos com informações armazenadas em formato digital, embora elas estejam mais bem protegidas contra danos e acessos indevidos em comparação à papelada, o fato de serem intangíveis não significa que são invulneráveis.

Não é exagero afirmar que os dados sigilosos estão entre os bens mais preciosos para as empresas — não por acaso, eles são muito visados pelos cibercriminosos —, portanto, investir em mecanismos de segurança para blindá-los de todas as falhas e ameaças não é uma opção, mas sim uma necessidade.

Dentre todas as medidas inseridas na Segurança da Informação, temos como uma das principais o backup, que nada mais é do que a criação de cópias de segurança de dados. Tendo as cópias guardadas, é certo que nenhum desastre acarretará a perda das informações.

5 dicas para estruturar um sistema de backup

Agora você já compreende a importância do backup para a sua companhia, certo? Então, veja como estruturar o sistema de backup!

1. Escolha o tipo de backup mais adequado

Há diferentes maneiras de executar essa tarefa em ambiente corporativo, cada uma com seus prós e contras, cabendo à empresa decidir qual a alternativa melhor se encaixa nas suas necessidades. Conheça os três principais tipos de backup logo abaixo.

Completo

Essa é a modalidade de backup mais comum e consiste na cópia/armazenamento de todos os arquivos do sistema. Os dados, por sua vez, recebem uma etiqueta a qual indica que já passaram por backup.

Diferencial

O backup diferencial tem como objetivo criar cópias dos dados criados/modificados após o último backup realizado. Praticamente, é um complemento do backup completo.

Incremental

Por fim, o backup incremental é utilizado para efetuar cópias de segurança em tempo real, ou seja, todos os dados que são criados ou editados passam pelo backup automaticamente.

Decerto, o backup incremental é mais indicado para grandes volumes de dados, visto que o recurso de automatização, conforme veremos adiante, representa uma vantagem inestimável.

2. Invista na automatização de backup

Tornar o procedimento automatizado significa configurar o sistema para realizar os backups automaticamente, trazendo muito mais confiabilidade e segurança em comparação aos procedimentos manuais.

A partir do momento em que o próprio sistema assume essa função, são eliminados os riscos de que algum backup deixe de ser feito — geralmente por esquecimento — ou que ele não seja executado a tempo de um problema acontecer.

Outra vantagem oferecida pela automatização é a performance e baixo uso dos recursos do sistema, pois a quantidade de dados envolvida em cada processo é pequena.

3. Crie uma escala de prioridades

É possível determinar os arquivos que devem ter prioridade no backup, isto é, selecionar os tipos de dados cruciais para o andamento dos processos de negócio.

A vantagem disso vai além de assegurar que as informações essenciais estão salvas ou que o procedimento será mais rápido para os dados mais relevantes.

Isso porque a recuperação dos dados críticos, dos quais dependem os colaboradores, pode ser feita rapidamente, reduzindo significativamente o tempo de indisponibilidade.

4. Faça a criptografia dos dados

Criptografar arquivos nada mais é do que torná-los ininteligíveis a quem não tem acesso autorizado a eles. Portanto, quando um dado sigiloso é criptografado, somente quem tem uma chave de acesso poderá usufruir das informações nele contidas.

A principio, esse procedimento pode parecer complexo, mas é fácil encontrar soluções de software e empresas especializadas que podem garantir que a criptografia dos dados seja feita com segurança, evitando riscos de corrupção — muito comuns quando o processo não é feito corretamente.

5. Considere os benefícios da nuvem

A computação em nuvem tem crescido muito nos últimos anos devido às várias vantagens que oferece, tais como a escalabilidade, a flexibilidade, a segurança e os custos plenamente viáveis.

O backup em nuvem é feito automaticamente, com auxílio da internet, e todos os dados são armazenados em datacenters que, além de serem altamente protegidos, garantirão a disponibilidade dos arquivos sempre que for preciso.

Quanto aos custos, a vantagem da nuvem está na contratação dos serviço sob demanda, isto é, a empresa paga somente pelos recursos que utilizar e nada mais.

Uma estratégia de backup em nuvem pode, inclusive, ser um complemento para o sistema em vigor. Por exemplo, a empresa pode armazenar as cópias na nuvem e, também, num ambiente remoto, distante do edifício, de modo a garantir a proteção em todos os sentidos.

Vimos neste artigo o quanto estruturar um sistema de backup para grandes empresas é fundamental para garantir a integridade e disponibilidade dos dados. No entanto, vale destacar a importância de contar com a assessoria de uma empresa especializada em soluções de backup para assegurar que será implementada a solução mais adequada para o negócio.

Se você gostou do nosso conteúdo e deseja receber as novidades em seu e-mail, assine a nossa newsletter agora mesmo e garanta o seu acesso em primeira mão!

Sobre o autor

Telium

1 comentário

Deixar comentário.

Share This