Gestão de pessoas

Conheça as melhores práticas da gestão de equipes de TI

Conheça as melhores práticas da gestao de equipes de ti
Escrito por Telium

O sucesso de uma empresa passa pelo bom serviço desenvolvido por todos os setores internos. Por sua vez, o corpo de funcionários de cada área precisa ser liderado com eficiência para que o seu trabalho traga frutos. É aí que uma sábia gestão de equipes faz toda a diferença.

O líder de uma equipe tem que ser muito mais do que um representante ou simplesmente aquele que ordena ou delega tarefas. O gestor tem que ser a inspiração, o exemplo, a pessoa que nunca deixa a motivação cair e o que mostra mais comprometimento com o trabalho a ser desenvolvido.

Ter a equipe trabalhando em sintonia é fundamental em qualquer área, porém, existem algumas em que esse é o principal fator para o sucesso do negócio. O setor de TI, por exemplo, precisa estar coeso e em completa sintonia. Mesmo que às vezes pareça um trabalho “individual”, todos os integrantes precisam trabalhar em conjunto e harmonia. Isso demanda do gestor habilidades diferenciadas.

Para ajudar você, gerente de TI, elaboramos este artigo com as melhores práticas para gerir equipes. Continue a leitura e confira.

1. Mantenha uma boa comunicação

Sem comunicação, não há entendimento. Não é preciso pesquisar muito para encontrar várias empresas que tiveram fracassos em seus projetos em função de falhas de comunicação.

Um gestor tem que saber o momento de abrir espaço para o diálogo e a troca de opiniões entre todos os membros, sejam eles diretamente ligados ao seu time ou de outros segmentos relacionados ao projeto no qual estejam trabalhando.

O sucesso mútuo só será possível se as equipes dialogarem entre si. Desde trocas de e-mails até reuniões conjuntas, a comunicação é essencial para o êxito da empresa em geral.

Hoje existem diversas ferramentas que possibilitam isso. Escolha uma para implantar de forma a garantir a comunicação e acompanhamento das ações.

2. Valorize as pessoas

Apenas cobrar prazos, esquecendo-se das pessoas por trás dos projetos, é um dos grandes erros que um gestor de equipe pode cometer.

Uma equipe não pode ser formada com apenas uma pessoa. Sabendo disso, você deve ter a consciência de que um projeto só foi bem-sucedido porque foi idealizado e desenvolvido por um time talentoso.

Além disso, o projeto certamente foi aperfeiçoado em função da colaboração de cada um. Por esse motivo, valorizar os liderados não fará de você, gestor, apenas um profissional melhor, mas também lhe dará a chance de ter experiências e conhecimentos únicos, que só o bom relacionamento humano pode trazer.

3. Defina uma metodologia

Para facilitar o andamento do projeto e evitar a falta de sintonia, o gerente de TI precisa utilizar uma metodologia de trabalho. Isso não quer dizer que ela seja a de sua preferência.

É preciso diálogo com seus colaboradores e clientes para definir o melhor sistema. Alguns se identificam com métodos mais antigos de trabalho, outros já preferem recursos mais modernos e ágeis. O importante é ter um caminho traçado e definido, assim todos vão manter um objetivo único e direcionar os esforços de forma mais assertiva.

4. Planeje com sabedoria

Quem já passou por uma situação semelhante entenderá o que é um projeto ruim. Quando não há um entendimento geral ou o planejamento está incompleto ou não existe, o esboço do projeto pode acabar se tornando algo descartável, apenas consumindo tempo e recursos.

Um bom gestor de equipe deve fazer todo o planejamento, apontando todas as diretrizes possíveis para o desenvolvimento. É claro que tudo isso deve estar acordado com o cliente e ser de total entendimento dos outros colaboradores.

5. Mantenha-se sempre dentro da realidade

Não faça promessas ilusórias, ou melhor, não faça promessas. O gestor tem que ser, acima de tudo, profissional. Pressionar os colaboradores por prazos fora da realidade, agindo em desacordo ao que foi estipulado no planejamento, não é uma demonstração de competência do líder.

Se você prometer algo que não possa cumprir, perderá a credibilidade com o cliente, sua equipe e os seus superiores. O comandante deve ser o primeiro a respeitar o que foi acordado inicialmente e sempre se manter dentro da realidade. A equipe tem que trabalhar com foco no planejamento e não em cima de promessas.

6. Extraia o melhor de cada funcionário

O corpo de funcionários como um todo deve ser qualificado, porém, a equipe pode ser dividida entre aqueles que possuem virtudes semelhantes. Todo colaborador tem uma especialidade que se destaca mais. É papel do gestor de equipe identificar essas particularidades e extraí-las para o benefício geral.

É também sua função conhecer a sua equipe e definir se é melhor juntar aqueles colaboradores que possuem virtudes semelhantes ou agrupar os que possuem pontos fortes e fracos diferentes. O intuito é sempre dar a possibilidade de que todos os membros da equipe desenvolvam suas melhores qualidades. É preciso ter as pessoas certas nos lugares certos.

7. Esteja ao lado da equipe diante dos problemas

Uma certeza que se pode ter é que problemas surgirão, independentemente das pessoas ou do projeto em questão. É papel do gerente ficar atento a todas as adversidades que surjam e estar junto da equipe para fornecer o que ela precisa para sanar o problema.

Isso pode significar ajudar o time a desenvolver novas habilidades, melhoria de infraestrutura, direcionar mais pessoas para uma atividade específica, entre outras coisas.

O importante é que a equipe saiba que você está ao lado dela e que fará o possível para fornecer o necessário para que as atividades fluam.

8. Forneça e receba feedbacks

O líder deve fornecer feedbacks individuais, destacando os pontos fortes e fracos de cada colaborador. Por meio dessas trocas de informações e opiniões é possível resolver conflitos, manter a equipe motivada e incentivar o crescimento individual e geral.

Como gestor, você está acostumado a dar feedback, mas e quanto a ouvir? Tão importante quanto a autocrítica, é saber a opinião da equipe e pessoas que estão envolvidas no trabalho. É nesse momento que você pode ter noção dos erros e acertos cometidos e fazer uma autoavaliação como profissional.

Certamente, a gestão de equipes de TI é uma tarefa desafiadora. Fazer pessoas com personalidades e formações diferentes trabalharem com outras de diversas áreas em busca de um único objetivo é uma tarefa que exige muita comunicação, ferramentas, metodologias e conhecimento do time e dos clientes. Mas, ao final, é recompensador acompanhar os resultados dos procedimentos adotados.

Agora que você já conhece as melhores práticas de gestão de equipes, compartilhe a postagem nas suas redes sociais e permita que outros profissionais tenham conhecimento sobre o assunto!

 

Sobre o autor

Telium

Deixar comentário.

Share This