Gestão de processos

Segurança de TI: Como garantir que os serviços da sua empresa fiquem seguros?

Escrito por Richard Tinoco

Nos últimos anos, a transformação digital vem trazendo às empresas muitas vantagens competitivas, como a otimização de gastos, agilização de processos e maior controle de dados.

Mas, por outro lado, essa mudança criou também novas ameaças, que só podem ser combatidas com a valorização do setor de TI e estratégias acertadas para lidar com cada tipo de perigo.

Neste artigo, vamos discutir um pouco sobre segurança de TI e entender por que negligência e falta de prevenção podem por todo um negócio em risco:

As principais ameaças à segurança de TI

Você deve se lembrar do WannaCry, ransomware que atacou diversos sistemas no mundo inteiro há pouco tempo. As ameaças do tipo são as mais comuns para empresas, ligadas a uma busca por brechas de segurança deixadas por descuido no monitoramento do sistema ou na atualização de softwares-chave.

Entre as ameaças à segurança de TI, as principais são:

  • invasões;

  • vírus

  • DDoS;

  • bloqueio de acesso;

  • bloqueio e sequestro de arquivos;

  • quedas de sistema;

  • paralisação da operação.

O ataque DDoS é particularmente comum, e ocorre quando o invasor sobrecarrega a rede com um fluxo de informações maior do que a capacidade do link e usa o bloqueio de acesso para romper o firewall.

Os vírus também são muito usados, principalmente para atacar sistemas com softwares desatualizados — que, portanto, possuem brechas de segurança conhecidas. Eles atuam de forma silenciosa e por isso são tão perigosos.

Os usos mais comuns de vírus são o bloqueio de transporte dentro da rede e, mais perigoso ainda, a interceptação de dados sigilosos que são, em seguida, disparados para fora da rede privada.

Seja qual for a intenção final do invasor, as consequências de lidar com esse tipo de situação são imediatas e a resposta também deve ser. Quanto mais informado o gerente de TI estiver sobre os perigos que ele enfrenta, mais fácil fica manter um sistema seguro.

Os prejuízos da falta de segurança na sua empresa

Mesmo com todas essas informações sendo bastante conhecidas pelos profissionais de TI, ainda existem muitas empresas com vulnerabilidades aparentes em seus sistemas. Isso acontece porque, muitas vezes, há um desequilíbrio entre a capacidade produtiva do setor, com equipes reduzidas e pressionadas, e a demanda por segurança de dados.

Esse tipo de descompasso é um caminho aberto para ameaças que, muitas vezes, são subestimadas em sua capacidade de prejudicar a empresa:

Paralisação operacional

Uma brecha de segurança pode interferir imediatamente no fluxo operacional, interrompendo um serviço ou desligando uma linha de produção. Pequenas e médias empresas, principalmente, não possuem tanto lastro para suportar o problema, e uma paralisação mais demorada pode significar enormes prejuízos. Mesmo as grandes empresas sofrem com isso, como foi o caso caótico protagonizado pela British Airways.

Roubo e perda de dados

Outra ameaça gravíssima para a saúde de um negócio é a perda ou roubo de informações sensíveis, aquelas que são essenciais para a operação ou contêm dados sigilosos que garantem vantagens competitivas.

Uma invasão, quando em larga escala, é suficiente para comprometer toda a vida corporativa da empresa e as consequências podem ser sérias a ponto de tirá-la do mercado.

O que fazer para reverter crises

Ameaças imediatas requerem medidas imediatas para se proteger. O mais importante é elaborar e treinar planos de contingência com a sua equipe, para que todos saibam como agir da forma mais rápida possível.

As ações mais efetivas envolvem o isolamento do ambiente, seja toda a rede interna ou apenas a máquina que foi identificada como a origem dos ataques. Quando a ameaça estiver controlada, fica mais fácil tomar as medidas apropriadas, como atualizar o sistema, aplicar a verificação de um antivírus e atacar o problema em sua raiz.

O que fazer para se prevenir

Embora existam formas de se defender de um ataque, o mais importante para a segurança de TI é a prevenção. Um sistema bem gerenciado diminui os sustos e libera a equipe para decisões mais estratégicas.

Estas são algumas atitudes que um gerente deve tomar para garantir um sistema seguro:

Não utilizar redes públicas para tráfego de informação sensível

Mesmo sendo um comportamento óbvio para assegurar as informações de uma empresa, esse é o tipo de coisa que acontece rotineiramente no mundo inteiro.

Com o avanço da mobilidade no mundo corporativo, é muito comum que funcionários utilizem redes públicas para acessarem dados sensíveis ou sigilosos. Como qualquer um pode acessar aquele mesmo link, há uma brecha enorme para phishing e outros tipos de invasão.

Portanto, oriente todos os funcionários da empresa a não utilizarem redes públicas para o acesso de dados corporativos. Se for muito necessário, que prefiram o uso de uma conexão 3G ou 4G — que são monitoradas diretamente pela operadora.

Melhorar a segurança de procedimentos

Muitas brechas de segurança não são falhas de software ou hardware, mas humanas. Um site suspeito acessado de dentro da empresa é suficiente para colocar todo o sistema em risco. Por isso, boa parte da prevenção passa pela criação de termos de uso e guias de interação com dados e informações sensíveis.

Manter o sistema sempre atualizado

Muitas empresas no mundo inteiro se colocam em posições mais vulneráveis por não terem procedimentos definidos de atualização de softwares, sistemas operacionais e antivírus.

Por mais complexa que seja a rede da sua empresa, crie rotinas de atualização ou invista em automatização do sistema. Essa simples atitude é suficiente para eliminar a maioria das ameaças.

Fazer outsourcing de segurança

Nem sempre é possível manter a empresa segura, mesmo com todo o conhecimento e esforço de um gerente de TI. A demanda pode ser muito grande e a equipe muito reduzida.

A saída mais adotada para resolver esse problema é o outsourcing de serviços de segurança, como antivírus e backups de dados. Para a proteção contra invasões, o principal produto nesse caso é o Firewall Gerenciado, que garante todas as melhores ferramentas para bloquear ameaças externas — atualizadas e gerenciadas por uma equipe especializada em segurança.

A segurança de TI se torna cada vez mais importante não só para manter processos funcionando, mas também para garantir a saúde de um negócio. Atenção aos detalhes e uma preocupação diária em se manter atualizado são características que todo gerente no setor precisa para atingir o seu sucesso e o da sua empresa.

E aí, gostou do artigo? Pronto para saber mais sobre como você pode contribuir para a segurança do seu sistema? Então assine a nossa newsletter!

 

 

Sobre o autor

Richard Tinoco

Deixar comentário.

Share This