Infraestrutura de TI

Análise de vulnerabilidade: por que ela é importante para sua empresa

Escrito por Telium

Você conhece quais são os riscos que sua empresa corre todos os dias? Estar preparado para qualquer eventualidade é a melhor maneira de manter a eficiência e continuidade dos processos, evitando que a TI seja responsabilizada por eventuais problemas. Para isso, é preciso aplicar uma análise de vulnerabilidade.

Ainda não conhece esse tipo de processo? Não se preocupe, neste post reunimos algumas informações importantes para ajudar você a utilizar esse tipo de análise para descobrir e tratar os principais riscos que ameaçam suas operações. Continue conosco e confira!

O que é análise de vulnerabilidade?

A análise de vulnerabilidade faz parte de um processo maior que chamamos de gerenciamento de risco. É por meio dele que a organização identifica as maiores ameaças existentes interna e externamente contra as suas operações e verifica quais são as atitudes que devem ser tomadas para evitá-las e extingui-las.

Analisar vulnerabilidades é encontrar falhas que podem ser exploradas com o intuito de prejudicar as operações da empresa, seja por alguém ou até mesmo em razão de um acontecimento.

Tais falhas existem como consequência de diversos fatores: podem ter surgido por meio de erros de programação, falhas humanas, má configuração de sistemas ou outras atividades que não tenham sido concluídas de forma satisfatória.

O principal objetivo da aplicação da análise de vulnerabilidade na empresa é identificar todas as falhas existentes e que podem ser prejudiciais ao negócio, eliminando cada uma delas conforme forem surgindo.

É importante lembrar que as vulnerabilidades não são constantes; elas podem surgir a qualquer tempo durante a vida útil de sistemas e hardwares. Em função disso, a análise de vulnerabilidade deve ser realizada continuamente.

Como ela é realizada?

Existem diversos tipos de riscos que podem atingir e prejudicar a continuidade das operações de uma empresa. A análise de vulnerabilidade é bem eclética e deve ser aplicada em todos os processos de negócio.

É possível realizar o processo de identificação de possíveis riscos de várias maneiras. Para exemplificar como o processo funciona, vamos listar alguns exemplos de ameaças em potencial e as atitudes a se tomar.

Dispositivos conectados à rede

Alguns dispositivos que são conectados à rede de sua empresa não possuem nenhum tipo de controle de segurança de fábrica, podendo ser utilizados por qualquer pessoa com o intuito de acessar dados dentro da sua empresa.

Por exemplo, uma impressora Wi-Fi sem senha é uma vulnerabilidade comum dentro das organizações, que, por praticidade, mantêm esse tipo de dispositivo com acesso livre. É preciso realizar um levantamento de todos os equipamentos em situação de vulnerabilidade para tratamento e correção.

IPs e portas de conexão

Portas de conexão liberadas são um convite para que cibercriminosos invadam sua rede e tenham livre acesso a dados confidenciais e estratégicos de sua organização.

Por meio de um Port Scanner é possível identificar todas essas vulnerabilidades e tratá-las de modo a impedir que sejam utilizadas por pessoas mal-intencionadas para prejudicar o seu negócio.

Contas inativas

Uma situação bem comum dentro das organizações é não realizar limpezas periódicas nos bancos de dados, mantendo ativa uma grande quantidade de contas de ex-colaboradores.

Esse tipo de credencial pode ser utilizado por hackers para ter acesso aos seus dados com permissões sem que você tenha conhecimento, afinal, a conta utilizada não será tida como uma invasão.

Vulnerability Scanners

Existem, hoje, ferramentas inteligentes que realizam o trabalho de escanear toda a sua rede e sistemas em busca das principais vulnerabilidades utilizadas pelos cibercriminosos em seus ataques.

Esse tipo de ferramenta é alimentado por atualizações constantes e garante que sua empresa fique protegida contra a ação dos cibercriminosos ou a ocorrência de eventos inesperados.

Quais os benefícios desse controle?

Realizar a análise de vulnerabilidade pode trazer uma série de vantagens para a empresa na proteção contra qualquer tipo de ameaça. Vamos listar alguns dos principais benefícios. Acompanhe!

Continuidade dos negócios

O setor de TI geralmente não é lembrado quando os sistemas estão em pleno funcionamento e tudo vai bem, no entanto, ao primeiro sinal de interrupção dos serviços essa realidade muda.

A análise de vulnerabilidade garante que a grande maioria dos riscos seja tratada antes que vire um problema, visando à continuidade das operações e minimização das interrupções dos serviços.

Agilidade na identificação de falhas

As falhas podem surgir a qualquer momento e são fruto de uma série de fatores já descritos neste post. Com isso, vem a preocupação de visualizar e tratar o mais rápido possível os erros a fim de evitar problemas futuros.

A análise de vulnerabilidade constante permite ao gestor manter uma visão geral de seus ambientes, minimizando quaisquer riscos que possam surgir rapidamente e evitando que eles se tornem problemas.

Melhoria no controle de segurança

Muito tem se falado em segurança da informação, principalmente devido aos últimos ataques ocorridos com a utilização de ransomwares, códigos maliciosos de sequestro de informações.

Esse tipo de ataque (assim como outros) ocorre quando há brechas e vulnerabilidades não tratadas, como sistemas desatualizados, contas inativas, falhas humanas e engenharia social todos os itens que podem ser identificados e tratados por meio da análise de vulnerabilidade.

Melhoria na integridade e confidencialidade dos dados

Nos últimos tempos, temos visto muitas empresas sofrendo ao não conseguir manter a confidencialidade dos dados sob sua tutela. Uma grande rede varejista de calçados teve informações de cerca de 2 milhões de clientes vazadas.

A partir dessa experiência, podemos visualizar a importância de manter os sistemas seguros para garantir a confidencialidade dos dados sob responsabilidade de sua empresa, evitando, assim, um desgaste da imagem do negócio no mercado.

Auxílio na implementação de políticas de segurança

Um dos grandes fatores geradores de riscos dentro das empresas são as falhas humanas. Por meio da análise de vulnerabilidade é possível identificar quais os principais pontos que estão sendo negligenciados por sua equipe.

Com esses dados em mão você pode melhorar as suas políticas internas de segurança, cobrindo exatamente os pontos em que seus colaboradores mais estão falhando.

Esperamos que após a leitura deste post você possa ter compreendido de forma mais clara o que é e como funciona a análise de vulnerabilidade. Após essa etapa de identificação de falhas é preciso passar para o tratamento de erros, mas esse é um assunto para um próximo post. Nos vemos lá!

 

Sobre o autor

Telium

Deixar comentário.

Share This