Segurança da Informação

Garanta a proteção de dados da sua empresa e fique tranquilo para focar o seu negócio

Escrito por Telium

Independentemente do produto vendido ou serviço prestado, todo empresário já notou uma mudança na forma como competir no mercado: coletar, manter e utilizar dados para decisões de negócio é cada vez mais importante.

Quanto mais valiosas essas informações se tornam, mais você precisa investir na proteção de dados. Neste post, queremos falar com você, que tem uma pequena ou média empresa e acha que vai ser difícil conciliar a gestão do negócio com a segurança tecnológica.

Veja por que dá para investir em proteção, como fazer isso sem pesar no seu trabalho e no seu orçamento, e como é possível aumentar a segurança começando pelas pessoas. Vamos lá?

Por que pequenas e médias empresas devem investir em segurança?

O uso da tecnologia no mundo corporativo vem avançando tão rápido que existe um problema de adaptação na forma como os donos de pequenos negócios enxergam a necessidade de segurança.

Isso acontece porque até há pouco tempo contar com dados como fonte de estratégias e trabalhar com um volume maior de informação era uma solução cara e exclusiva de grandes organizações.

Hoje, toda empresa lida com esse modelo de gestão, independentemente do tamanho ou do setor. Acompanhando essa popularização, muitos serviços de proteção e monitoramento baratearam e agora são acessíveis a qualquer dimensão de orçamento.

Como os pequenos empreendedores ainda não se deram conta disso, as PMEs se tornam as que mais sofrem com ciberataques. Elas não são necessariamente os alvos mais procurados, mas o investimento baixo em segurança acaba por facilitar o roubo ou o sequestro de dados.

Dependendo das informações comprometidas, o prejuízo para um negócio pode ser um dia sem conseguir trabalhar até um dano à imagem tão grande que force a empresa a fechar.

Por isso, não dá para brincar quando o assunto é proteção de dados. Apesar de ser um investimento tão crítico para o negócio, ele não é nem de longe o mais difícil de fazer e implementar.

Como garantir a proteção de dados com pouco investimento?

É possível investir em segurança gastando pouco de forma eficiente e sem demandar tanto da sua atenção — que deve estar sempre com o foco em tornar o modelo de negócio um sucesso.

As dicas que daremos são soluções contratáveis em modelos de assinatura ou aquisição, com suporte e implementação simples em uma PME para que a proteção de dados seja incrementada com automação e eficiência. Confira:

Utilize um bom antivírus

Os antivírus são softwares que monitoram a entrada e a saída de dados em um computador em busca de anomalias e tentativas de invasão. Quando qualquer arquivo ou movimentação maliciosa é identificada, ele toma medidas automáticas para proteção do sistema.

Se você quer melhorar mesmo a proteção de dados, nada de deixar a versão expirada de um antivírus rodando nos computadores. Busque uma solução confiável que garanta a segurança sem alguém dedicado a esse acompanhamento.

Implemente um firewall de segurança

O firewall é a principal barreira entre cibercriminosos e os dados da sua empresa. Bons firewalls reduzem as brechas de segurança, controlam o acesso de usuários logados e notificam a empresa imediatamente quando algo não está certo.

Pesquise a possibilidade de implementar uma VPN

As VPNs, ou Virtual Private Networks, são redes privadas e encriptadas que escondem a transmissão de dados no caminho entre o emissor e o receptor. É como um túnel ligando dois pontos — quem está de fora não consegue visualizar o que e como está sendo transportado lá dentro.

Existem VPNs de preços e especificações variadas, mas aposte apenas naquelas criadas para uso corporativo — elas serão mais confiáveis e contarão com suporte para seu uso.

Utilize softwares originais

Muitos empresários tratam isso como bobagem, mas até as menores empresas podem estar vulneráveis a ataques quando utilizam software pirata. Isso porque muitos desses programas trazem códigos maliciosos consigo que abrem uma porta invisível para a entrada de cibercriminosos.

Se o custo de aquisição da licença for muito caro, hoje existem diversas alternativas de SaaS que flexibilizam os custos e transformam grandes investimentos em assinaturas suaves.

Invista na nuvem

Contratar uma boa nuvem com gerenciamento adequado é uma camada a mais de proteção para a sua empresa. Que tal migrar agora mesmo? Além de melhorar a produtividade e inserir Business Intelligence no seu negócio, você garante os três pilares da segurança da informação: confidencialidade, integridade e disponibilidade. 

Invista em internet de qualidade

Você sabia que a velocidade e a estabilidade da internet podem contribuir com a segurança? Para que a nuvem atinja seu potencial, e ferramentas como a VPN possam ser utilizadas de maneira eficiente, é importante que haja comunicação rápida e disponível o tempo todo.

Investir em um link dedicado pode ser a melhor opção. Caso não seja possível, apostar em banda larga de qualidade ajuda muito a manter dados protegidos 24 horas por dia.

Preocupe-se também com os usuários

Não adianta implementar todas essas soluções de segurança se um dos usuários do sistema executa um programa malicioso e dá acesso direto ao criminoso quase impossível de ser identificado.

Por isso, crie termos de uso para o sistema da empresa, com protocolos de segurança e comunicação constante. Aprendam juntos como vocês podem aproveitar o potencial de negócio que o uso de dados traz sem colocar todo o negócio em risco.

Isso inclui não baixar anexos de e-mails duvidosos, não clicar em links de redes sociais, verificar com cuidado a página em que estão colocando informações de login e senha etc. Pessoas preparadas diminuem muito a dor de cabeça que você pode ter pensando na segurança da sua empresa. 

Por que contar com ajuda especializada?

Todas essas dicas que demos podem ser implementadas com a ajuda de empresas especializadas — seja apenas no fornecimento do serviço, seja em um suporte ativo e constante.

Se você quer ter um negócio 100% seguro e com tranquilidade para focar mais a parte administrativa e de estratégias de mercado, talvez a melhor saída seja buscar as parcerias perfeitas para cada uma dessas questões.

Afinal, proteção de dados é uma preocupação em duas frentes: primeiro, garante que essas informações serão úteis para crescer e se consolidar; além disso, são atitudes que liberam o gestor para alocar seus esforços em questões importantes e dá a tranquilidade aos colaboradores para serem produtivos sem medo.

Gostou do artigo? Que tal receber mais no seu e-mail? Então, assine a nossa newsletter!

Sobre o autor

Telium

Deixar comentário.

Share This