Gestão de processos

Infraestrutura de TI: saiba como implantar o método Gartner

Escrito por Telium

Com a velocidade das mudanças no mundo da tecnologia cada vez mais rápida, a capacidade de atualizar e modernizar a infraestrutura de TI tornou-se preponderante para o sucesso de qualquer negócio. Quem não conseguir acompanhar o ritmo do mercado está fadado a ficar para trás.

A missão, porém, está longe de ser simples. Para deixar tudo ainda mais difícil, muitos gestores cometem erros fatais na hora de modernizar a área de infraestrutura. Diante dessa situação, a consultoria Gartner desenvolveu um passo a passo para ajudar você a acelerar as mudanças na área de tecnologia do seu negócio, mas sem perder a qualidade.

Neste artigo, vamos mostrar em detalhes e destacar as principais recomendações do método Gartner, explicar por que é tão importante e como implementá-lo na sua empresa. Acompanhe!

O que é a Gartner?

Antes de explicarmos como implementar o método para modernização da infraestrutura de TI, é importante deixar claro o que é a Gartner. Fundada na década de 1970, a empresa atua na realização de pesquisas, eventos, prospecções e consultorias sobre tecnologia da informação.

Ao longo das décadas, tornou-se referência no setor e hoje é um guia relevante para ajudar empresas a manterem-se atualizadas tecnologicamente.

Entre seus principais estudos, estão o Cool Vendors (lista de empresas mais inovadoras) e o Quadrante Mágico (representação gráfica das tendências do mercado de TI).

No total, a Gartner possui mais de 10 mil clientes e cerca de 4 mil consultores espalhados por diversos países.

Por que adotar o método Gartner na sua infraestrutura de TI?

Atualizar a infraestrutura de tecnologia da informação de qualquer empresa é sempre uma tarefa complexa. O projeto exige conhecimentos técnicos profundos, alinhamento com as estratégias da empresa e capacidade de se ajustar ao orçamento aprovado pela diretoria.

Com tantos complicadores, é comum que os líderes de infraestrutura e operações de TI (I&O) cometam erros graves. Um dos mais comuns é o de investir apressadamente em novas tecnologias e talentos.

Segundo a Gartner, no entanto, o ideal é manter a calma. Os gestores, antes de sair gastando, precisam avaliar, racionalizar e simplificar a infraestrutura já existente na empresa. Essa mudança de mentalidade economiza muito dinheiro, evita erros e, de quebra, traz resultados mais rapidamente.

Por isso, a consultoria desenvolveu uma metodologia própria para ajudar empresas a se atualizarem. Na prática, é uma espécie de roteiro para não cair em armadilhas e eliminar gastos desnecessários.

Quais são as etapas do método Gartner?

Em linhas gerais, podemos dizer que o método Gartner é formado pela descrição de cinco etapas, ou seja, um passo a passo que as empresas precisam seguir para mudar a infraestrutura de TI de maneira eficiente e sem erros.

Cada etapa revela algumas tarefas essenciais. Juntas e implementadas na ordem cronologicamente correta, permitem que os gestores de tecnologia tenham noção exata da infraestrutura atual e quais são os investimentos necessários. Abaixo, vamos destacar e detalhar as cinco etapas. Acompanhe.

1. Refazer o inventário de TI

A primeira etapa é voltada para que os gestores tomem conhecimento exato da sua própria infraestrutura. A Gartner recomenda que seja realizado um novo inventário de TI. Os líderes precisam levantar e organizar cada item da empresa.

Com as informações em mãos, será possível saber quais tecnologias da organização são utilizadas ou não, quais estão ultrapassadas e quais se mantêm atualizadas. Assim, os líderes ficam sabendo o que realmente deve ser feito para modernizar a infraestrutura de TI, sem agir com base no “achismo”.

2. Assimilar novas soluções

Logo após a etapa 1, a empresa se desfaz de todos os recursos desnecessários existentes. Assim, realiza uma “limpeza geral”, abrindo caminho para novas tecnologias. O passo seguinte é assimilar novas ferramentas e processos de gerenciamento comum.

Nesta etapa, cria-se uma governança envolvendo toda a infraestrutura de TI. O gestor foca em vários aspectos, desde a escolha dos melhores softwares a serem adquiridos, passando por novos equipamentos de hardware até os servidores para armazenamento dos dados.

É uma fase fundamental. Afinal, a aquisição (ou licença) de novas ferramentas e soluções tem impacto direto na rentabilidade da sua empresa.

3. Otimizar infraestrutura física

Um dos grandes problemas da tecnologia da informação não se relaciona com a tecnologia em si, mas com o espaço físico que ela ocupa. Um exemplo são os servidores que exigem grandes salas refrigeradas. Além dos custos imobiliários, a conta de energia também sobe e pesa no caixa da empresa.

Com as etapas 1 e 2 concluídas, o gestor já sabe como será a nova infraestrutura e se poderá reduzir o espaço físico ocupado por ela. Caso a empresa decida migrar de um servidor local para a nuvem, por exemplo, poderá eliminar todo o gasto com o ambiente físico.

É uma excelente notícia. O espaço antes reservado para a TI poderá ser realocado para abrigar outras áreas, como comercial, suporte e financeiro.

4. Automatizar as tarefas de TI

Após as mudanças na infraestrutura, seja nos servidores, seja na rede telecom ou mesmo no data center, é de extrema importância que os líderes de TI identifiquem o workload e quais os processos podem ser automatizados. A automação é um caminho sem volta para todos que trabalham na área de tecnologia. Isso não pode faltar na sua lista de tarefas.

Com a automatização, é possível aumentar a eficiência da infraestrutura, reduzir a demanda de trabalho e concentrar seus funcionários nas atividades do core business da organização.

5. Executar melhorias contínuas

A última etapa é, na verdade, um processo contínuo. Depois da conclusão dos quatro primeiros passos, a empresa precisará constantemente adaptar-se às novas demandas corporativas que são inseridas na infraestrutura de tecnologia ao longo do tempo.

Pouco a pouco, é comum que essas demandas aumentem a carga dos servidores ou exijam mudanças nos softwares, por exemplo. Por isso, os líderes de TI devem manter-se sempre atentos e racionalizar constantemente os itens da infraestrutura. Caso contrário, podem ver todo o esforço de modernização tornar-se ultrapassado rapidamente.

O método Gartner para infraestrutura de TI requer a execução das cinco etapas citadas acima. Todas são essenciais para o seu projeto de modernização e para manter sua empresa competitiva no mercado. Não pule etapas e siga todos os passos.

Já que você pretende melhorar sua infraestrutura, aproveite e conheça mais sobre o que compõe um bom serviço de nuvem!

 

Sobre o autor

Telium

Deixar comentário.

Share This