Novidades

O que esperar com a chegada do 5G no mercado?

Escrito por Telium

A rapidez com que a tecnologia se atualiza muitas vezes vai além do que podemos acompanhar. Mas vale a pena correr atrás do prejuízo e procurar sempre ficar por dentro de todas as novidades do setor. E uma delas é a chegada da quinta geração de conectividade móvel, conhecida como 5G.

Isso mesmo! Embora em muitos lugares do Brasil a internet 4G ainda seja uma novidade, já se discute a próxima etapa da rede sem fio — e é dela que trataremos neste artigo. Ficou curioso para saber o que a chegada do 5G pode trazer para sua vida, sua cidade ou seus negócios? Confira agora!

O que significa a letra G nos tipos de internet?

A letra G que acompanha os números que representam o tipo de internet, como 1G, 2G, 3G, 4G e 5G dizem respeito à tecnologia GPRS (General Packet Radio Service). No começo do ano 2000, era considerada uma evolução por gerar dados com velocidade de até 171,2 Kbps.

Depois dela vieram outras atualizações, cujas diferenças você verá agora:

  • 1G: esse era o padrão AMPS (Advanced Mobile Phone System) para comunicação de forma analógica. Sua velocidade era semelhante à internet discada;
  • 2G: utiliza o GSM (Global System for Mobile Communications) e sua velocidade de transmissão de dados chega aos 400 Kbps;
  • 3G: faz uso da CDMA (Code Division Multiple Access) e sua velocidade real no Brasil chega a 1 Mbps;
  • 4G: é a LTE (Long Term Evolution), que surgiu com a promessa de oferecer até 10 vezes mais velocidade que a sua antecessora;
  • 5G: essa será a mais nova evolução da internet — a velocidade estimada para a transmissão de dados é de 10 Gbps, podendo chegar a 20 Gbps.

Como funcionará a internet 5G?

Ainda em fase de testes, a internet 5G promete grandes inovações na comunicação móvel. Com a velocidade prometida, dá para baixar um filme de alta definição em apenas 10 segundos ou menos!

Mas não é só na velocidade que a 5G vai atuar. Outro diferencial é em relação à latência. Esse termo serve para designar a demora para que um comando seja cumprido. Por exemplo, você digita um endereço de um site e o tempo de espera depois do “enter” até que a página carregue por inteiro é a latência.

Na conexão 4G, ela é de 10 milissegundos. Na próxima geração, promete ser de apenas 1 milissegundo.

Qual será o maior uso da internet 5G?

Mas você deve estar se perguntando: tanta velocidade assim será aplicada somente para comunicação móvel entre as pessoas? É óbvio que uma internet veloz e com menor tempo de latência vai ser um verdadeiro deleite para os usuários que vivem conectados. Jogos, animações, aplicativos — tudo vai funcionar melhor a partir da internet 5G.

Mas se engana quem pensa que tanto investimento assim é exclusivo para melhorar a velocidade para você baixar sua série favorita. Na verdade, o foco agora é a realidade aumentada e a internet das coisas (IoT).

Quando falamos desses termos que mais parecem futuristas, estamos simplesmente falando das inovações que já batem à nossa porta. Veja a sua aplicabilidade em diversos segmentos:

5G no trânsito

Estamos bem próximos de ter no mercado carros autônomos em todos os sentidos, desde à ausência de motorista à geração da própria energia. E a distância que nos separa dessa realidade é a existência de uma conexão veloz, como a 5G.

Somente uma internet mais rápida fará com que o automóvel responda aos comandos com segurança. Em casos como esse, a latência mínima da 5G fará toda a diferença. Afinal, um carro que se dirige sozinho precisa responder imediatamente a ordem de frear ou acelerar, por exemplo.

E somente uma comunicação ultra veloz, como a 5G, tornará isso possível e dentro dos limites da confiabilidade para fabricantes, usuários e entidades que regulamentariam o funcionamento desse tipo de veículo.

5G em casa

O nível de interação entre os objetos da sua casa também sofrerá atualizações significativas por meio da internet 5G, uma vez que a IoT interligará sensores, eletrodomésticos e smartphones.

Será o ápice da inteligência artificial aplicado às residências. Com dados mais velozes, será possível comandar a abertura de portas ou acionar o aquecedor em questão de milissegundos.

Se você acha que isso não faz tanta diferença, experimente pensar como a internet das coisas poderá dar vida a assistentes pessoais eletrônicos ou robôs que deixarão sua casa sempre arrumada e suas contas sempre em dia.

5G na cidade

Ainda falta muito para as cidades se valerem de todos os benefícios das conexões mais rápidas da internet. Inúmeros municípios sequer possuem cobertura 4G. Ainda assim, os recursos para gerir uma cidade são infindáveis com a tecnologia 5G.

Sistemas de monitoramento, de segurança, de fiscalização e de arrecadação poderão ser muito mais eficientes quando interligados. O abastecimento elétrico e hídrico também poderá dar grandes passos em relação à competência dos serviços e sustentabilidade dos recursos naturais.

Prédios autônomos, hospitais autossuficientes e sinais de trânsito inteligentes darão vida a uma nova forma de urbanização e modo de viver das pessoas. Tudo isso poderá acontecer se a tecnologia 5G for aplicada da maneira correta.

5G na empresa

Não há dúvidas que uma internet como a 5G vai intensificar ainda mais a automação que existe hoje em dia dentro das companhias mais modernas, que já fazem bom uso das soluções de internet, como cloud computing, servidor dedicado, link dedicado, redes corporativas, e-mail híbrido, PABX-IP e colocation.

Na prática, o funcionamento de processos industriais será gerido, em parte, pela conexão 5G. A ideia é confiar atividades ainda mais decisivas às máquinas inteligentes e fazer uso absoluto da nuvem e de sistemas de comunicação avançados.

Mas, para isso acontecer, a internet não pode falhar ou parar de funcionar, sob a condição de causar grandes prejuízos às empresas ou colocar em risco a segurança no ambiente de trabalho. E é assim que a 5G está sendo tratada: como disruptiva.

A tecnologia 5G ainda está em fase de experimento. Apesar de as previsões mais otimistas só revelarem sua chegada ao Brasil em 2020, é importante ficar atualizado sobre as últimas tendências da tecnologia. Sem sombra de dúvidas, elas são os diferenciais competitivos para qualquer negócio.

E para conhecer mais sobre o assunto, que tal entender um pouco mais sobre a relação entre 5G e as tendências para o mercado de telecomunicações? Não deixe de conferir!

Sobre o autor

Telium

Deixar comentário.

Share This